Resenha: A História da Ciência para Quem Tem Pressa - Nicola Chalton e Meredith MacArdle

 
Editora Valentina
Tradutor:
200 páginas
2017

2.500 anos de descobertas de grandes cientistas. O livro é um guia essencial para quem quer saber mais sobre as mentes por trás de pequenas a grandes descobertas, que mudaram o mundo, fazendo-o como é hoje em dia. É dividido em sete partes: Astronomia, Matemática, Física, Química, Biologia, Medicina e Geologia.

A História da Ciência para Quem Tem Pressa trata-se de um guia com em média, cem cientistas que fizeram descobertas nas áreas de ciências exatas e da natureza.
De forma didática, livro já começa de forma positiva, com uma introdução sobre o que é ciência, definindo como ela era e é feita atualmente. A introdução também é feita ao longo de cada capítulo, falando sobre como era e como andam os estudos em cada área, e depois, a lista dos cientistas com suas descobertas relacionadas. Para os mais importantes e/ou, há uma pequena biografia contando fatos e a vida do autor. Já para os outros cientistas, as autoras mesclam as descobertas com um pouco da vida deles, como o que faziam da vida no momento. Como muitos atuavam em várias áreas do conhecimento, aparecem mais de uma vez ao longo das áreas, como o caso de Newton.


O mais interessante mesmo é poder ler e conhecer pessoas que fizeram revelações e invenções que nos são muito úteis no dia-a-dia, ou que mudaram a forma das pessoas verem o mundo e que não são tão ou nem um pouco conhecidas. Para quem não estuda ou trabalha ao menos em tais áreas, é um prato de mãos cheias, onde a maior parte é novo. No meu caso, a parte de Biologia, Medicina e Geologia foram as que mais pude aprender algo novo, porque poucos nomes me eram conhecidos.

A única coisa que me decepcionou um pouco no livro foi o fato de poucas mulheres terem suas descobertas mencionadas. Deixem-me explicar: sei que ao longo dos séculos a história em sua maior parte foi composta pelos homens, principalmente no que se trata sobre a ciência. É compreensível que num livro sobre tal assunto, a predominância seja de homens. Entretanto, mulheres como Ada Lovelace não tiveram suas contribuições descritas. Creio que se há mulheres que fizeram algo importante para o mundo atual, elas mereciam mais destaque. Fiquei muito feliz, entretanto, ao ler sobre Hipatia, por exemplo. Por isso, esse fato não tira o brilho do livro em geral.

Portanto, o livro é indicado para qualquer pessoa que tenha curiosidade em conhecer mais as personalidades que fizeram parte de um ramo interessante da história, que fizeram a diferença em nossas vidas, mas que ainda assim não são tão abordadas, muitas sendo desconhecidas para o público em geral.

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Ótima dica, adoro esses livros de curiosidades e conhecimentos gerais!

    ResponderExcluir